• Roberto Kirizawa

O quê você fez com seus sonhos

Tempo de leitura: 4 minutos


Nós aprendemos, desde criança, a deixar nossos sonhos de lado, até que em um dia não lembramos mais deles.

É triste falar desse jeito, mas tem certas horas que temos que colocar o dedo na ferida. Quando éramos crianças, podíamos sonhar em ser ou ter o que quiséssemos. Aliás, até éramos incentivamos a isto! E nossas preferências não eram baseadas em dinheiro, status ou aceitação social. Ao procurar na internet por experimentos sociais com crianças para saber o que elas querem ser quando crescer, encontrei de tudo: astronauta, super-herói, motorista de ônibus e gari.

Como a sociedade reage a estes sonhos

Os adultos quando vêem isso acham lindo de se ver a “inocência das crianças”. Porém, conforme o tempo vai passando, começam a sabotar os sonhos das crianças, que outrora eram tão lindos de se ver. Nossa sociedade está programada para matar os sonhos de todos. E isso acontece de tal forma que a gente nem percebe. É um condicionamento feito a tantas gerações que muita coisa a gente faz e nem percebe.

A experiência com macacos

Isso me lembra do experimento realizado com macacos em uma jaula. No meio da jaula, cientistas colocaram uma escada. Em cima da escada, colocaram uma penca de bananas. Quando um macaco subia na escada para pegar as bananas, os cientistas jogavam um jato de água fria nos outros que estavam no chão. Depois de certo tempo, quando um macaco ia começar a subir a escada, imediatamente os outros não deixavam e batiam nele. Por isso, como era de se esperar, passado mais um tempo, nenhum macaco subia na escada. Eles conseguiam conter o ímpeto de ir pegar as bananas. Então, os cientistas substituíram um dos macacos por um novo. Adivinha a primeira coisa que o macaco novo tentou fazer? Isso mesmo… Tentou subir a escada para pegar a penca de bananas. E você acha que ele conseguiu? Hahaha, você adivinhou de novo… Ele foi impedido de subir a escada, pelos outros macacos. E ainda por cima deram-lhe uma bela surra. Os cientistas substituíram outro macaco. A mesma coisa voltou a acontecer, mas com um detalhe diferente: o primeiro macaco trocado participou com entusiasmo na surra no novato. Até agora você conseguiu notar algo de similar com algo que já viu ou vivenciou? Mas continuemos a história… Da mesma forma, foram-se trocando macaco por macaco até que se trocou o quinto e último macaco de dentro da jaula. E surpresa, ou não… mesmo não tendo nenhum macaco que passou pela experiência inicial de levar o jato de água fria quando um deles subia na escada para pegar a penca de bananas, o mesmo modus operandi acontecia. Ou seja, era só um dos macacos tentar subir na escada que era imediatamente retirado e apanhava dos outros.

No final da história, se um macaco perguntasse para o outro o porquê de não se poder subir na escada, eu acho que receberia a seguinte resposta:

Não sei. Mas as coisas por aqui sempre foram desse jeito…

Agora eu te pergunto

Por que você abriu mão dos seus sonhos? Foi porque todos disseram que você não conseguiria? Você ainda se lembra dos seus sonhos? Você já tentou alguma vez alcançá-los?

Pois é… Quando a gente aceita tudo como está e aceita ser apenas mais um na multidão, estamos sendo como mais um macaco na jaula.

Sonhos existem para serem realizados

Reflita sobre isso e acredite em si mesmo. Saiba que os sonhos existem para serem realizados. E para te ajudar nesta caminhada, vou fazer a Jornada Minimalista, que acontecerá na semana do dia 14 de setembro de 2020. Durante a Jornada Minimalista estarei comentando como foi o processo para me tornar minimalista, como entendo que o minimalismo poderia ser utilizado como uma ferramenta para alcançar algo maior. Algo maior como ter uma vida mais leve, com significado. Podendo ajustar diversas áreas da vida para alcançar os mais diversos objetivos.

 

Programa Quando Menos é Mais

Caso você tenha interesse de obter todos estes benefícios, utilizando os conceitos do minimalismo em conjunto com técnicas cientificamente comprovadas, clique no botão abaixo e saiba mais sobre o Programa Quando Menos é Mais.


Programa Quando Menos é Mais

 

Se você achou que este conteúdo teve valor para você e pode ajudar alguém que você conheça, compartilhe-o como demonstração de carinho.

Muito obrigado e até a próxima.


#jornadaminimalista #sonhos

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tempo de leitura: 5 minutos Hoje vamos conversar sobre o livro A Arte de Viver que foi escrito por Sharon Lebell, baseado no primeiro e mais admirável manual do Ocidente em como viver melhor, criado p

Tempo de leitura: 4 minutos Hoje vamos conversar sobre como muda de vida e conseguir conquistar seus objetivos. Muitas pessoas querem mudar de vida, mas não sabem como começar. Nem mesmo o que tem que