• Roberto Kirizawa

O Poder do Hábito | Resenha

Tempo de leitura: 8 minutos


O livro O Poder do Hábito é um dos livros que já li mais de 3 vezes, e com certeza irei continuar a ler por inúmeras vezes ainda. Isso porque é o tipo de assunto que me intriga. É incrível parar para pensar e começar a compreender como nascem os diversos hábitos que criamos ao longo da vida.

Para adquirir o seu exemplar do livro O Poder do Hábito, clique aqui.

O hábito pode determinar o sucesso ou o fracasso

Você tem noção que os hábitos que colecionamos no decorrer de nossas vidas podem determinar nosso sucesso ou fracasso? No livro, quando o autor explica como Michael Phelps conseguiu atingir a incrível marca de 37 records mundiais parece que isso já estava predestinado a acontecer. Desde sua infância, quando iniciou na natação, devido a sua hiperatividade, seu treinador identificou que ele tinha o biotipo próprio para se tornar um campeão. Mas o fato é que ninguém se torna campeão em algo apenas porque possui um biotipo para isso. Até porque, existem muitas pessoas que também possuem esta mesma característica. Então, qual foi o diferencial que fez dele uma lenda na natação? E aí entra o Poder do Hábito. Seu treinador começou auxiliá-lo a ter hábitos que pudessem lhe conferir vantagens em cima de seus adversários. Um desses hábitos era conseguir fechar os olhos e mentalizar, em qualquer momento que fosse, ele nadando de forma perfeita. Ele mencionava que durante a mentalização conseguia sentir seus braços cortando a água e ver a quantidade de braçadas necessárias para alcançar a borda da piscina. Antes de entrar na piscina, seu treinador falava: “coloque a fita”, e a mágica acontecia.

O hábito e o marshmallow

Um hábito criado na infância pode pode ajudar uma pessoa chegar mais longe. O livro cita uma pesquisa realizada com crianças. Essa pesquisa ficou muito famosa no meio acadêmico. A ideia era deixar uma criança dentro de uma sala, em frente de um marshmallow. Antes de deixar a criança sozinha, era dito que ela podia comer o marshmallow. Porém se ela aguentasse sem comer até que o pesquisador voltasse, ela receberia aquele marshmallow, mais outro como recompensa. Os pesquisadores queriam ver quais crianças seriam capazes de deixar de lado o prazer imediato de comer 1 marshmallow para poder comer 2 posteriormente. Cerca de 30% das crianças conseguiram conter sua vontade naquele primeiro momento para obter o dobro do benefício posteriormente. Anos mais tarde, ao verificar como estavam as crianças, agora adolescentes, perceberam algumas características interessantes nas crianças que conseguiram controlar sua vontade. Elas tinham tirado notas maiores no SAT, que seria o ENEM do Brasil, e tinham um histórico escolar melhor. Fora que também se saiam melhor na convivência social com seus colegas de escola. O hábito de conseguir postergar prazeres imediatos, cultivados em crianças, demonstrou-se tão eficaz que diversas escolas passaram a introduzir matérias em seus curriculums escolares para ajudar seu alunos nesse quesito.

Cuidado com maus hábitos

O Poder do Hábito é tão forte que as pessoas os fazem sem ao menos perceber isso. Elas praticamente agem no automático. Isso acontece com a maioria das pessoas que:

  1. Roem as unhas;

  2. Estalam os dedos;

  3. Ficam conferindo se a porta está fechada;

  4. Atacam a geladeira nas mais variadas horas do dia;

  5. Etc. Infelizmente o hábito, na maior parte das vezes nasce de forma inconsciente e quando percebemos ele já está lá, instalado em nossa rotina. E por isso muitas pessoas acabam adquirindo o mau hábito de beber, fumar, comer demasiadamente, procrastinar e outras coisas mais, se tornando reféns deles. Após um hábito ter sido instalado em nossa rotina, é complicado conseguir tirá-lo.

Como mudar um hábito

Devido a dificuldade de se parar com um hábito, a metodologia mais usada é alterá-lo de forma que deixe de ser um estorvo e passe a ser algo que possa ajudar de forma construtiva nossa vida. Vamos tomar como exemplo, uma pessoa que todos os dias começa a procrastinar no seu trabalho a partir das 3 horas da tarde. Começa a entrar nas rede sociais e passar um bom tempo lendo os comentários. Pode ser que nesta hora, já está cansada e está precisando dar uma respirada. Ela poderia levantar da mesa, ir tomar um café, depois passar no banheiro e lavar o rosto. Com certeza, depois disso, conseguiria voltar totalmente focada novamente em seu trabalho. Você percebeu que para realizar a mudança do hábito é necessário entender o gatilho que deflagra a ação indesejada?

Olhando assim parece ser simples, mas não é.

Pois nem sempre é tão fácil entender qual é o gatilho que está estimulando determinada ação. Geralmente os hábitos nascem porque vão gerar uma recompensa. Por exemplo, a pessoa que trabalha em casa e acaba assaltando a geladeira de tempos em tempos. O ato de ir beliscar algo pode estar acontecendo porque na realidade ela está querendo deixar de fazer um trabalho que deve ser maçante e dar uma relaxada fazendo algo que gere satisfação, no caso beliscar algo. Então porque ao invés de comer algo a pessoa não se permite dar uma volta no quarteirão e ver o movimento? Ou quem sabe, brincar por 5 minutos com o pet já não tire aquela sensação de monotonia que estava sentindo? Consegue entender agora como pode ser complicado encontrar exatamente o gatilho, e também como fazer para criar uma outra recompensa para entrar no lugar? Mas de qualquer forma, atualmente esse é um dos caminhos que melhor resultado pode ter, de acordo com os especialistas.

O hábito angular

Existe uma outra forma de se conseguir mudar um hábito ou vários deles ao mesmo tempo. Parece que estou conseguindo, neste exato momento, ver você do outro lado da tela com essa cara de espanto e louco(a) para saber como funciona isso. A resposta chama-se hábito angular. E a melhor forma de te explicar é contar parte do livro que fala sobre a Lisa. Ela estava em um momento bem difícil e conturbado em sua vida. Seu marido tinha a deixado, estava endividada e naquele momento os maus hábitos de beber e fumar prevaleciam o dia inteiro. Não sabia mais o que fazer. E num estalo de pensamento lembrou-se que sempre quis conhecer as pirâmides do Egito. Pegou o cartão de crédito que ainda tinha algum limite disponível e foi para lá. Quando estava andando de táxi, vendo as pirâmides disse a si mesma que precisava de um objetivo na vida. Algo que ela pudesse se agarrar e ter o controle pelo menos 1 vez na vida. Teve a ideia fazer uma trilha pelo deserto. Sabia que a ideia era maluca, pois estava fora de forma, com sobrepeso e não tinha dinheiro algum no banco. Mas como precisava se focar em algo, decidiu que seria isso mesmo. Sabia que teria que fazer sacrifícios. Para melhorar sua condição física começou correr. Mas para melhorar sua corrida teve que abrir mão dos cigarros. Com os exercícios físicos passou a ter noites melhores de sono e sua produtividade aumentou. Ela começou a correr meia-maratonas, depois uma maratona completa, voltou a estudar, comprou uma casa e ficou noiva. Fora isso ela perdeu 27 quilos, e quitou todas suas dívidas. Nesse caso, chamamos o hábito da corrida, de hábito angular. Pois foi através dele que todos os outros hábitos começaram a se modificar para que sua vida se acomodasse nessa nova forma de pensar e agir. Dessa forma, nós podemos criar hábitos angulares para que afetem nossa vida como um todo de forma positiva.

 

Programa Quando Menos é Mais

Caso você tenha interesse de obter todos estes benefícios, utilizando os conceitos do minimalismo em conjunto com técnicas cientificamente comprovadas, clique no botão abaixo e saiba mais sobre o Programa Quando Menos é Mais.


Programa Quando Menos é Mais

 

Se você achou que este conteúdo teve valor para você e pode ajudar alguém que você conheça, compartilhe-o como demonstração de carinho.

Muito obrigado e até a próxima.

Para adquirir o seu exemplar do livro O Poder do Hábito clique aqui.


#hábito #opoderdohábito

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tempo de leitura: 5 minutos Hoje vamos conversar sobre o livro A Arte de Viver que foi escrito por Sharon Lebell, baseado no primeiro e mais admirável manual do Ocidente em como viver melhor, criado p

Tempo de leitura: 4 minutos Hoje vamos conversar sobre como muda de vida e conseguir conquistar seus objetivos. Muitas pessoas querem mudar de vida, mas não sabem como começar. Nem mesmo o que tem que