• Roberto Kirizawa

O Milionário Mora ao Lado | Resenha

Tempo de leitura: 7 minutos


Hoje eu quero passar minhas impressões do livro O Milionário Mora ao Lado dos autores Thomas J. Stanley e William D. Danko. O livro é baseado na pesquisa que os autores fizeram para entender o perfil das pessoas milionárias. O interessante é que, ao ler o livro, a gente percebe que estas pessoas utilizaram o estilo de vida minimalista, sempre refletindo QUANDO MENOS É MAIS para conseguirem chegar a ser milionários.

Clique aqui para adquirir o seu exemplar do livro O Milionário Mora ao Lado.

A história do livro

Tudo começou quando uma grande companhia americana de crédito fiduciário encomendou para os autores, uma pesquisa para entender o perfil de pessoas que tivessem mais de U$ 10 milhões.

Então foi alugado uma sala em um hotel de luxo e contratado 2 buffets de luxo, afinal de contas seria necessário fazer com que os milionários se sentissem em casa. Em mesas dispostas na sala, foram colocados diversos tipos de canapés e para beber foram escolhidos 2 dos vinhos mais renomados, das melhores safras.

Ao começar as entrevistas, quando o primeiro milionário chegou, os entrevistadores acharam estranho as roupas que ele estava usando: um terno com um sobretudo bem usados. Os próximos entrevistados que passaram na sequência não foram diferentes. Todos vestiam roupas comuns, sem nada de mais, muito menos tinham algum acessório que ostentasse sua conta bancária.

O outro choque que os entrevistadores tiveram foi referente à comida que tinham disponibilizado para os milionários. Nenhum deles comeram os canapés que estavam à disposição, e ao perguntar ao primeiro entrevistado, sr. Bud, o que ele queria para beber o mesmo respondeu:

“Eu bebo uísque e dois tipos de cerveja: –grátis e BUDWEISER!”

Nesse momento é que a ficha começou a cair para os entrevistadores. Refizeram todo o esquema do buffet. Passaram a oferecer café, refrigerantes, cerveja, uísque (quando o evento era à noite), e sanduíches de pão de fôrma. Fez o maior sucesso entre os milionários!

Os autores do livro começaram a entender que a ideia do senso comum de quem são os milionários estava totalmente errada. O que vemos na televisão, são a exceção. Afinal de contas não daria IBOPE passar programas de TV mostrando que o típico milionário possui uma vida comum. E muitas vezes, mais comum do que as próprias pessoas que estão assistindo. O grande detalhe é que os milionários possuem tranquilidade e paz de espírito, pois não possuem o monstro das dívidas rondando e atrapalhando seu sono.

Perfil do milionário

Foi identificado que o típico milionário costuma morar em casas modestas com cerca de 20 anos, em bairros de classe média baixa. Costuma comprar carros usados, geralmente com 3 anos de uso, e fica com eles por mais cerca de 7 anos. Não se preocupa em comprar roupas de grife e compra sem preocupação nenhuma em lojas de departamento e promoções, desde que elas sejam de qualidade. Os milionários em sua esmagadora maioria não receberam nenhuma herança, e conquistaram seu primeiro milhão com seu próprio esforço. Muitos deles possuem seu próprio negócio. Seus casamentos são duradouros e sua esposa costuma ser tão atenciosa, ou até mais que o marido, com o orçamento financeiro da família.

Uma coisa me intrigou

Apesar de ter uma minoria de pessoas que conseguiram se tornar milionários sendo funcionários de grandes corporações ou profissionais autônomos, por que a maioria deles são de pessoas que possuem seu próprio negócio? Entendi que isso acontece porque advogados, médicos, diretores e executivos de empresas vivem em um ambiente competitivo onde é costume demonstrar sucesso através da ostentação de suas posses materiais. Dessa forma, eles ficam tão preocupados em morar em condomínios de luxo, ter carros importados, vestir roupas e acessórios de grife, frequentar clubes de tênis e golfe que acabam não se preocupando no que é mais importante: administrar o dinheiro de forma sustentável.

Por outro lado, o pequeno empresário, que sabe das dificuldades que sua empresa já passou e pode ainda passar, seja por problemas da economia ou da política, toma o cuidado de lidar com o dinheiro da forma mais coerente, precavendo-se de possíveis reviravoltas do mercado. Ele acostuma-se a ter que sempre separar do faturamento do seu negócio uma parcela para reinvestir e outra para ter fluxo de caixa. Da mesma forma, ele acaba fazendo o mesmo para suas finanças particulares. Ao receber qualquer dinheiro, primeiro separa a parcela destinada ao aumento do seu patrimônio para apenas depois dedicar o restante ao orçamento familiar. E o mais importante: ele não sente a necessidade de ostentar. Só isso já faz com que tenha meio caminho andado.

Como o milionário usa seu dinheiro

Os milionários sabem o valor do dinheiro. Ao comprar algo, pensam primeiramente na qualidade e funcionalidade. O custo de qualquer produto deve ter o valor justo e coerente. Nunca compram através de financiamentos ou empréstimos para não ter que pagar juros. Entendem que até mais importante do que ter uma boa renda é saber gastar o dinheiro com sabedoria e parcimônia. Eles vivem sempre abaixo do padrão que sua renda na verdade permite.

Fato interessante do livro

No livro, existe uma passagem em que mostra como os autores conseguiram realizar as entrevistas com os milionários. Achei interessante compartilhar com você. É esta aqui:

Sou pão-duro mesmo. Esta é uma das principais razões pelas quais preenchi um longo questionário. Ora, por que eu haveria de gastar duas ou três horas do meu tempo respondendo a uma entrevista pessoal desses autores? É porque eles me pagaram US $ 100, US $ 200 ou US $ 250. Ah, é verdade que eles me fizeram outra oferta: –doar esse dinheiro em meu nome para a minha instituição de caridade predileta. Mas eu lhes respondi: “Minha instituição de caridade predileta sou eu”.

Onde o milionário não poupa dinheiro

Apesar de serem muito sensíveis ao valor das coisas, os milionários não economizam em determinados tipos de gastos. Eu sabia que isso te deixaria intrigado. Então deixa eu te falar. Bom, eles não economizam em:

  1. Adquirir conhecimento,

  2. Com contadores,

  3. Com advogados.

Se formos analisar, podemos resumir que os milionários não economizam quando se trata de obter conhecimento ou proteger seu patrimônio. Seja com eles próprios ou seus filhos, a prioridade dos gastos é adquirir conhecimento. Gastam também com outras pessoas que possuem conhecimento em áreas em que não vale a pena gastar tanto tempo para adquiri-lo, como é o caso do conhecimento específico que contadores e advogados possuem.

Ah… outra área que eles não economizam ao gastar é a área de saúde. E isso é bem óbvio, né. Sem saúde, todo o restante não pode ser obtido ou desfrutado.

Resumindo, como é dito no próprio livro, o segredo para se tornar milionário é ser frugal, frugal, frugal.

O estilo de vida minimalista foi a ferramenta primordial para que os milionários conseguissem chegar ao seu primeiro milhão. E sempre se questionando QUANDO MENOS É MAIS é que eles chegaram a tal façanha.

 

Programa Quando Menos é Mais

Caso você tenha interesse de obter todos estes benefícios, utilizando os conceitos do minimalismo em conjunto com técnicas cientificamente comprovadas, clique no botão abaixo e saiba mais sobre o Programa Quando Menos é Mais.


Programa Quando Menos é Mais

 

Se você achou que este conteúdo teve valor para você e pode ajudar alguém que você conheça, compartilhe-o como demonstração de carinho.

Muito obrigado e até a próxima.

Clique aqui para adquirir o seu exemplar do livro O Milionário Mora ao Lado.


#milionário #milionários

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tempo de leitura: 4 minutos No livro Do Mil ao Milhão, escrito por Thiago Nigro podemos identificar qual é o seu pensamento estratégico para conseguirmos alcançar 1 milhão de reais, na prática. Sim, e