• Roberto Kirizawa

Não leia muitos livros por ano

Tempo de leitura: 3 minutos


Na internet, eu vejo um monte de pessoas mostrando, com orgulho, que leram uma quantidade enorme de livros em um determinado período de tempo.

Geralmente mostram a quantidade de livros lidos durante o ano.

Acho que eles preferem mostrar desse jeito, porque assim conseguem mostrar um número mais expressivo.

Só que esse tipo de demonstração está se tornando tão frequente que acho que ficou banalizada.

Não se influencie

Por causa disso, muitas pessoas, influenciadas por estes conteúdos, colocam a meta para si de ler 1 livro por semana ou de ler 2 livros por mês.

Elas acabam lendo pela meta e não pelo prazer de adquirir novos conhecimentos e experiências.

Uma coisa que era para ser feita num momento de lazer, acaba virando um momento de tortura.

Ler meramente por ler, não adiante nada. Aliás, é perda de tempo. Ou seja, totalmente, anti-produtivo.

Leia um livro de forma produtiva

É muito mais interessante pegar um livro pra ler durante um mês e ler com calma.

Degustar todo o conhecimento que pode ser adquirido por ele.

Vivenciar as experiências que o autor disponibiliza.

E se achar que o livro realmente é bom e possui muitas informações interessantes: depois de terminar, leia novamente.

Leia desta vez com um olhar mais crítico.

Realize anotações nas partes que achar que pode ajudá-lo de alguma forma no seu dia-a-dia.

Aproveite para tirar insights, extrapolando o tema central do livro para outras coisas que possam ser beneficiadas com o mesmo exemplo.

Você irá notar que desta forma seu poder de assimilação irá aumentar drasticamente.

Fora que aí sim, você estará tomando posse do conhecimento que está a sua disposição.

E como você já deve saber: conhecimento é poder.

Com conhecimento e imaginação podemos mudar totalmente o rumo de nossas vidas.

Minha experiência na leitura de livros

Eu, quando acho que um livro vale a pena, chego a lê-lo 3 vezes ou mais num mesmo ano.

E acredite se quiser: a cada leitura que faço encontro novos pontos que passaram batido nas leituras anteriores.

Quando este pontos vêem à tona, muita coisa que eu tinha interpretado de um jeito, passa a ser interpretado de outra forma.

Com isso, meu campo de visão vai se abrindo e eu vou conseguindo cada vez mais me aprimorar no assunto que estou estudando.

O outro lado da moeda

Mas também existe o outro lado da moeda.

Pode acontecer de você começar a ler um livro e perceber que ele não contém o conhecimento e as informações que você gostaria de encontrar nele.

Muitas vezes, nesses casos, a leitura fica chata e cansativa. Se for o caso, não se force a ter que ler o livro até o final. E não se martirize por isso. Tudo bem. Isso acontece e acontecerá mais vezes. Simplesmente deixe de ler este livro e procure o próximo que acredite se uma opção melhor.

Entendendo desta forma, você perceberá que mais vale a qualidade da leitura do que a quantidade.

É muito mais importante reter o conhecimento do que passar superficialmente e depois de um tempo nem lembrar sobre o que leu.

 

Programa Quando Menos é Mais

Caso você tenha interesse de obter todos estes benefícios, utilizando os conceitos do minimalismo em conjunto com técnicas cientificamente comprovadas, clique no primeiro link da descrição e saiba mais sobre o Programa Quando Menos é Mais.


Programa Quando Menos é Mais

 

Se você achou que este conteúdo teve valor para você e pode ajudar alguém que você conheça, compartilhe-o como demonstração de carinho.

Muito obrigado e até a próxima.


#autodesenvolvimento #livros

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tempo de leitura: 5 minutos Hoje vamos conversar sobre o livro A Arte de Viver que foi escrito por Sharon Lebell, baseado no primeiro e mais admirável manual do Ocidente em como viver melhor, criado p

Tempo de leitura: 4 minutos Hoje vamos conversar sobre como muda de vida e conseguir conquistar seus objetivos. Muitas pessoas querem mudar de vida, mas não sabem como começar. Nem mesmo o que tem que