• Roberto Kirizawa

Minimalismo – Guia para Iniciantes

Tempo de leitura: 7 minutos


Você já ouviu sobre minimalismo, se interessou e agora está procurando conhecer um pouco mais sobre o assunto e saber por onde iniciar. Então você chegou ao lugar certo.

O conceito nasceu na arte, na década de 1960, quando os artistas passaram a economizar tanto no material como nas formas que utilizavam para a criação de suas obras. A partir deste conceito, onde se passou a valorizar e focar apenas no que é essencial e deixar de lado tudo que não é de interesse, iniciou-se um processo de como aproveitá-lo nos mais diversos aspectos da vida. Dessa forma apareceu o estilo de vida minimalista, onde se deve sempre analisar QUANDO MENOS É MAIS.

O minimalismo é uma ferramenta que auxilia a se livrar dos excessos na vida, focando somente no que é importante. Assim, procuramos encontrar a felicidade, significado e a liberdade de conduzir a vida para realizar nossos sonhos.

Com o minimalismo passamos a escolher melhor as coisas que queremos em nossa vida. Antes de deixar algo entrar em nossa vida sempre devemos nos perguntar, se realmente é o que queremos. Independe desse algo ser alguém, um novo emprego ou até mesmo uma mera compra.

POR ONDE COMEÇAR ?

Podemos começar a mudar nosso estilo de vida pela área que achamos que está mais incomodando.

  1. Desentulhamento de coisas. Ajuda a ter a sensação através da visão que a mudança está acontecendo. É nítido sentir que os ambientes ficam mais clean e organizados. Acaba afetando outras áreas, causando impacto na vida como um todo.

  2. Ajuste financeiro. Uma das coisas que mais atormenta a vida das pessoas é se perder em como lidar de forma consciente com o dinheiro. A forma de pensar, influenciada pelo consumismo exagerado, acaba criando crenças que faz com que as pessoas se endividem e acabem com o prazer de viver. Com o minimalismo fica muito mais fácil conseguir ajustar a vida financeira.

  3. Produtividade. Quando incorporamos a mentalidade do minimalismo, e passamos a focar no que é essencial, deixando de lado o que não é importante, passamos a ser mais produtivos. Começamos a ter mais tempo para cuidar da saúde, da família e do lazer.

  4. Vida com significado. É comum as pessoas que passam a vivenciar o estilo de vida minimalista começarem a ter tempo para se dedicar a antigas paixões que estavam guardadas a 7 chaves, num cantinho dentro da alma. Passam a viajar mais, a fazer aquela aula de violão, de piano, de canto que tanto queria. Começam a prestar serviços beneficentes e encontram uma vida com propósito.

DICAS PARA COMEÇAR O MINIMALISMO

  1. Tenha em mente que as coisas não vão se resolver milagrosamente do dia para noite só porque você resolveu se tornar minimalista. Existe muita coisa para se fazer no caminho. Entenda que muitas vezes evoluir dói, mas é necessário, e no final vale a pena. Portanto, curta o caminho e não apenas o destino.

  2. Comece por um ponto. Reflita o que está mais incomodando em sua vida e comece por aí. Após ter iniciado e ter feito as coisas mais importantes para mudar esta área, vá ajustando as outras em paralelo e quando notar, terá feito muito e sua vida vai estar bem diferente de quando começou.

  3. Na hora de desentulhar seu guarda roupa e sua casa entenda que coisas são apenas coisas. Não são as coisas que trazem significado, amor, felicidade e satisfação em sua vida. Isso é o que a mídia prega e a gente acaba acreditando, mas quando vemos relatos de pessoas que estão em seus últimos dias de vida a história é bem diferente. Seus arrependimentos sempre estão ligados a sentimentos e experiências que viveram ou deixaram de viver. Nunca são sobre coisas materiais.

  4. Se leve a sério. Se você quer viajar mais, cuidar melhor da sua saúde, ajustar suas finanças, desentulhar sua casa, encontrar um propósito de vida ou você se leva a sério e trabalha duro para conquistar seus objetivos ou sempre ficará apenas na vontade. Nada irá acontecer se você não se levar a sério, criar seu plano de ação e principalmente: executá-lo.

  5. Não fique se comparando com os outros. O que serviu para uma pessoa, pode não servir para você. Se uma pessoa resolveu suas finanças em 3 meses utilizando o estilo de vida minimalista, você pode demorar 1 ano. E isso não é problema algum. O que importa é você alcançar o seu objetivo. O mais importante, lembre-se sempre: curta o caminho. Não estamos aqui nesta vida para ficar sofrendo e competindo com os outros. Cada um precisa do seu tempo para evoluir. Siga em frente. Independente da velocidade, siga sempre em frente.

  6. O processo é contínuo. Quando chegamos a um resultado satisfatório em determinada área da vida, podemos continuar aprimorando. O ideal é não ficar estagnado e acabar criando uma nova zona de conforto. Seja na forma de se fazer as coisas, ou passar a dar atenção a coisas que ainda não tinha dado, sempre podemos melhorar. Desentulhar por exemplo é algo que após ter terminado, é um processo contínuo que deve ser mantido e sempre sendo analisado para não voltar ao estado original.

  7. Entenda o que te motiva a mudar. Isso é o que fará você manter sua motivação para continuar com as mudanças necessárias, independente do tempo que leve e das dificuldades que apareçam. É o motivo que vai te manter no caminho certo quando bater aquele cansaço, aquela vontade de largar mão e voltar para sua antiga zona de conforto. Criar o quadro de visualização é uma ótima ferramenta para auxiliar a estar sempre se lembrando o motivo pelo qual entrou nesta jornada. Se você quer saber o que é o quadro de visualização clique aqui que eu te explico.

Dito tudo isso, você pode perceber que o minimalismo é muito mais que apenas desentulhar sua casa ou organizar seu guarda roupas. É realmente mudar o estilo de vida que tem. Sabendo utilizar o minimalismo como ferramenta, você poderá ajustar e melhorar diversos aspectos de sua vida, pois focando no que é essencial, deixando de lado o que não é importante você passa a fazer o que realmente é necessário sobrando mais tempo para ajustar outras áreas de sua vida. E por isso que as pessoas que começam a entender o poder de refletir QUANDO MENOS É MAIS passam a obter resultados nas mais variadas áreas de suas vidas, desde ajustar suas finanças até melhorar a qualidade de vida e sua saúde de forma geral.

Espero que tenha conseguido mostrar para você os benefícios e o caminho que você passará ao optar pelo estilo de vida minimalista.

 

Programa Quando Menos é Mais

Caso você tenha interesse de obter todos estes benefícios, utilizando os conceitos do minimalismo em conjunto com técnicas cientificamente comprovadas, clique no botão abaixo e saiba mais sobre o Programa Quando Menos é Mais.


Programa Quando Menos é Mais

 

Se você achou que este conteúdo teve valor para você e pode ajudar alguém que você conheça, compartilhe-o como demonstração de carinho.

Muito obrigado e até a próxima.


#minimalismo

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo