• Roberto Kirizawa

Como o minimalismo aumentou minha produtividade

Tempo de leitura: 4 minutos


Quando falamos de minimalismo, as pessoas apenas pensam em:

  1. Destralhar coisas;

  2. E ter consciência ao gastar dinheiro;

  3. Quando não pensam em ter uma vida abrindo mão de diversos tipos de conforto, o que ,definitivamente, não é o caso.

Mas o fato é que é possível utilizar os conceitos do minimalismo para ter um estilo de vida mais leve e com significado.

O que é prioridade

Quando comecei a incorporar o estilo de vida minimalista, percebi que existem coisas que são essenciais. Deixa eu te explicar melhor. Sempre fui uma pessoa empreendedora. Para você ter uma ideia, desde criança eu dava meus pulos para conseguir fazer dinheiro para poder ter o que eu queria.

  1. Fazia geladinho e pipa para vender;

  2. Pedia jornal na vizinhança e vendia no açougue (na minha infância os açougues compravam jornal para embalar a carne, que coisa né);

  3. Dava aula de matemática e meus colega de classe.

E por ter crescido com esta veia empreendedora, sempre enxerguei oportunidades por todo lado que olhava. O fato é que da mesma forma que esta qualidade sempre me ajudou, também me atrapalhou durante minha vida adulta. Eu acabava criando muitos projetos para serem tocados ao mesmo tempo, pois as ideias não paravam de brotar em minha mente. Mas não conseguia dar a devida atenção para todos eles como devia, e isso me fazia perder o foco frequentemente. Por isso, utilizando os conceitos do minimalismo, entendi que é necessário abrir mão de boas ideias para focar apenas nas que são excelente.

Dizer não

Uma coisa que acaba sendo decorrência também do que acabei de falar é que aprendi a dizer não. Mas não foi apenas dizer não para minhas ideias que não param de pipocar em minha mente. Também foi dizer não para pedidos, favores e oportunidades que sempre estão aparecendo pelo caminho. Eu era o tipo de pessoa que não deixava passar uma oportunidade facilmente. Se alguém chegava com uma proposta de parceria, ou qualquer outro tipo de oportunidade, eu analisava rapidamente e logo partia para ação. Só que, de novo, eu acabava querendo abraçar mais coisas que eu podia. E por mais que algumas propostas eram boas, eu não sabia esperar aparecer a excelente. Quando a proposta excelente aparecia eu também abraçava, mas no meio de tantas coisas para dar conta, nenhum projeto acabava andando do jeito que devia. Hoje, sou mais cauteloso em querer fazer várias coisas ao mesmo tempo. Procuro focar minha energia em um único projeto por vez, aumentando a chance de ter sucesso com ele.

Distrações

Eu sempre adorei tecnologia. E quando falamos de tecnologia, o apetrecho mais tecnológico que carregamos o tempo todo é o smartphone. Cheguei a ter alguns palmtops, que para quem não sabe foram os precursores dos smartphone como conhecemos atualmente. Era basicamente um computador de bolso que tinha um chip de celular embutido. Eu adorava. Mas conforme os smartphone foram evoluindo, passei a notar que eles demandavam muito tempo de mim. Principalmente porque os aplicativos alertavam a todo momento. Com o advento das redes sociais, aí descambou de vez. Resolvi desabilitar todas as notificações tanto do celular como do computador. Agora sou eu que controlo o jogo. Entro nas redes sociais apenas a hora que quero e tenho disponibilidade para isso. Faço a mesma coisa com o e-mail. Controlar as distrações que podem tirar minha atenção em momentos inapropriados, foi uma das grandes sacadas para aumentar minha produtividade.

Organização

Tendo um estilo de vida minimalista, é normal realizar o destralhe dos ambientes de tempos em tempos. E conjuntamente com isso costumo já aproveitar para realizar a organização. Seja da mesa de trabalho, do escritório ou da casa. Uma das coisas que atrapalham muito a produtividade é não encontrar o que precisa na hora. Tanto se este algo for físico ou digital. Portanto, eu não só mantenho meu ambiente de trabalho organizado como também meus arquivos no computador, tablet e smartphone.

Bom, estas foram algumas das coisas que aprendi, ou melhor, aprimorei com o minimalismo.

 

Programa Quando Menos é Mais

Caso você tenha interesse de obter todos estes benefícios, utilizando os conceitos do minimalismo em conjunto com técnicas cientificamente comprovadas, clique no botão abaixo e saiba mais sobre o Programa Quando Menos é Mais.


Programa Quando Menos é Mais

 

Se você achou que este conteúdo teve valor para você e pode ajudar alguém que você conheça, compartilhe-o como demonstração de carinho.

Muito obrigado e até a próxima.


#autodesenvolvimento #minimalismo #produtividade

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tempo de leitura: 5 minutos Hoje vamos conversar sobre o livro A Arte de Viver que foi escrito por Sharon Lebell, baseado no primeiro e mais admirável manual do Ocidente em como viver melhor, criado p

Tempo de leitura: 4 minutos Hoje vamos conversar sobre como muda de vida e conseguir conquistar seus objetivos. Muitas pessoas querem mudar de vida, mas não sabem como começar. Nem mesmo o que tem que