• Roberto Kirizawa

CLUBHOUSE – como é a nova rede social

Tempo de leitura: 6 minutos


Você já está por dentro de como é e como funciona a nova rede social chamada clubhouse? Se não, você chegou no lugar certo. A nova rede social chamada clubhouse foi lançada em março de 2020. É propriedade da empresa Alpha Exploration Co. Foi criada por Paul Davison (ex Pinterest) e Rohan Seth (ex Google).

Qual a diferença da clubhouse

A diferença principal da clubhouse é que ela é baseada apenas no áudio. Não dá para postar nenhuma mensagem de texto ou mesmo imagens e vídeos. Outra coisa intrigante é que ela está disponível, pelo menos até o momento, apenas para o sistema iOS. Ou seja, apenas quem possui um iPhone pode ter acesso ao clubhouse.

Como entrar na clubhouse

Para conseguir usar a clubhouse é necessário receber um convite de alguém que já seja usuário da nova rede social. O convite é enviado / recebido o sistema de mensagem celular, mais conhecido como SMS. Ao receber o convite, o convidado poderá aceitar e ao clicar no link irá ser direcionado para baixar o app disponível na Apple Store. Após se cadastrar inserindo seu nome e apelido, o convidado, agora novo usuário do clubhouse, terá disponível 2 convites para enviar para 2 dos seus contatos. O convite fica disponível no ícone de envelope localizado na parte superior do aplicativo. Outra forma de conseguir utilizar a clubhouse é se cadastrar e entrar na fila de espera. Então será necessário esperar até que seu apelido seja aprovado, em algum momento. Só não se sabe quando será este momento…

Por que é necessário um convite

A estratégia da necessidade de ser convidado para entrar na clubhouse não é uma invenção dela. Outras redes sociais já utilizaram esta mesma estratégia no seu início.Foi o caso do finado Orkut e também do Facebook. A ideia é como as boates que seguram as pessoas do lado de fora para entrar e formam filas enormes. Isto acaba gerando um gatilho social muito forte que ajuda a aumentar a vontade das pessoas entrarem, pelo menos para conhecer.

Como funciona a clubhouse

Quando você entra na clubhouse você pode escolher temas que mais te atraiam. E então com isso selecionar salas de discussão sobre assuntos que tenham ligação ao tema que você escolheu. Ao entrar em uma sala ocorre o seguinte processo:

  1. Você entra como ouvinte;

  2. Se quiser, pode clicar no ícone para levantar a mão, que fica no menu inferior;

  3. Com isso o moderador da sala pode aceitar ou não sua solicitação;

  4. Se for aceito, você poderá participar ativamente da conversa.

Atualmente, cada sala pode suportar até 5 mil usuários. Você pode criar uma sala aberta ou privada. Quando for aberta, qualquer pessoa poderá entrar livremente na sala para acompanhar a conversa que está acontecendo. Mas quando for privada, somente poderá entrar pessoas que você convidar. O moderador pode controlar o número de pessoas que falam. E também pode expulsar alguém da sala, se achar necessário.

Nas salas acontecem apenas conversas ao vivo. Ou seja, não fica histórico do que foi falado. Quem quiser pegar o assunto que está sendo discutido precisa necessariamente participar no momento em que a discussão está acontecendo. Existe também a possibilidade de criar eventos com data e hora marcada. Desse jeito as pessoas poderão se programar para participar.

Por que apenas áudio

Acredito que os criadores perceberam como o áudio vem crescendo em plataformas como podcasts. Fora isso, ainda tem os audio livros que possuem fãs pelo mundo todo. Muitos usuários de aplicativos de mensagens trocam informações através de áudio. E desta forma aproveitou-se dessa onda das pessoas naturalmente estarem utilizando o áudio como troca de informação e conhecimento.

Como a clubhouse está crescendo tão rapidamente?

Um grande impulsionador da clubhouse foi os usuários chineses. Como a internet chinesa é muito restrita devido aos firewalls do governo, quando os chineses perceberam que estavam conseguindo acessar esta nova rede social fizeram a festa. Aproveitaram para criar salas com temas diversos, inclusive muitos temas que o próprio governo chinês proíbe. Mas pelo visto a alegria não durou muito tempo, pois parece que o governo chinês já programou o firewall da rede chinesa para travar a clubhouse. Fora isso várias personalidades com nome de peso entraram na clubhouse fazendo com que muitas pessoas entrassem para ter a possibilidade de conversar, ou pelo menos ouvi-los falando. Uma dessas personalidades foi Elon Musk, criador da Space X e Tesla, que tem forte impacto nas redes sociais. Até Mark Zuckerberg, criador do Facebook entrou na nova rede social. Por aqui, nomes de apresentadores de TV como Celso Portioli e Luciano Huck ajudaram também a impulsionar a expansão no Brasil. Sem esquecer que diversos influenciadores digitais também já entraram na clubhouse.

Nem Todo mundo está gostando da clubhouse

Existe um percentual de 27% de pessoas que postaram comentários negativos, conforme relatório da Decode. Dessas pessoas os itens de maiores reclamações são:

  1. 33% das pessoas usaram e não gostaram;

  2. 30% reclamaram por ter apenas para iOS;

  3. 22% disseram que era apenas mais uma rede social;

  4. 15% não conseguiram entender como funciona.

Preocupações que você tem que considerar

Existem certas coisas que você precisa se preocupar com a clubhouse. Apesar de dizer que a clubhouse é uma rede social criada para promover o debate de ideias e opiniões, ela foi criada propositadamente para capturar os dados de seus usuários. Inclusive o aplicativo orienta o usuário a fornecer sua lista de contatos no momento em que está realizado seu cadastro. Chega até mostrar a figura de um dedo apontando para o botão para confirmar. No meu caso eu não aceitei, mas do jeito que a tela foi criada, com certeza a maioria das pessoas vão aceitar. Isso não é nenhuma novidade. Sabemos que as outras redes sociais já fazem isso. Inclusive já comentei sobre este assunto no artigo sobre o dilema das redes sociais.

E como já abordei naquele artigo, as redes sociais tem como princípio básico extrair o máximo de informação sobre seus usuários. Assim, poderá segurá-los o máximo de tempo visualizando, ou no caso ouvido, o conteúdo dentro de sua própria plataforma. Dessa forma, poderá expor as pessoas ao maior número de propagandas possível. E com isso lucrar mais das empresas que investem nessas propagandas.

A clubhouse não é diferente. Foi criada utilizando todos os princípios das outras redes sociais. Portanto, deve ser utilizada com sabedoria e moderação. Consumindo apenas o que é de interesse e não se deixando levar. Pois se não fizer isso, quando perceber acabou perdendo horas do seu dia apenas com isso.

Se você achou que este conteúdo teve valor para você e pode ajudar alguém que você conheça, compartilhe-o como demonstração de carinho.

Muito obrigado e até a próxima.


#autoconhecimento #autodesenvolvimento #clubhouse #desenvolvimentopessoal

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo